Pescador australiano se surpreende ao capturar peixe com aparência exótica

Notícias que circularam recentemente na imprensa mundial deram conta de que um pescador australiano havia capturado um peixe bastante raro, com aparência exótica, muito parecido com aquela típica de criaturas de filmes de ficção científica.

Andrew Rose, o tal pescador, lançava seu anzol no parque nacional de Kakadu, quando capturou um representante da espécie cujo nome científico é gobio albipinnatus, vulgarmente conhecido como góbio, medindo cerca de 15 centímetros de comprimento. Trata-se de um peixe extremamente raro, que chama a atenção especialmente por ter ossos aparentes na cabeça e dentes compridos, aparentes e afiados.

O aspecto de animal pré-histórico assustou um pouco o pescador. Ele disse que parecia algo saído diretamente de algum filme macabro, segundo reportagem publicada no jornal australiano The Guardian. Depois de tirar algumas fotos com o peixe, Andrew Rose retirou o anzol da boca do bicho e o devolveu à água.

Nos comentários feitos nas postagens referentes às fotos publicadas nas redes sociais do pescador, seus seguidores identificaram algumas semelhanças entre o tal peixe e um outro, da espécie conhecida como Xenomorph, que aparece em cenas do filme Alien, exibido nas telas dos cinemas no final da década de setenta do século passado.

Tee Hokin, amigo de Andrew Rose que acompanhava a pescaria, disse à reportagem que, ao ser capturado, o animal nem sequer se moveu ou se contorceu. Parecia estar meio tonto ou coisa assim.

Michael Hammer, especialista em biologia marinha, foi quem imediatamente identificou o peixe como sendo um gobio albipinnatus, do gênero Taenioides. Depois de dar a classificação, Hammer acrescentou que representantes da espécie dificilmente são vistos pelas pessoas e que Andrew Rose era um cara de sorte por ter vivido essa experiência inusitada.

Acostumado a pescar atum, o pescador que virou celebridade disse que, no dia da pescaria em que deu de cara com o góbio, já estava havia seis horas sem perceber qualquer movimento nas águas.

Ao final da entrevista que concedeu, Andrew Rose fez questão de dizer que a experiência não havia sido nem um pouco emocionante e que, na verdade, trocaria um tonel de góbios por um belo atum.