Séries de época bacanas para você

Para algumas pessoas as notícias do dia-a-dia são tão importantes quanto os fatos históricos que levaram a tal ação. E para as pessoas que amam conhecer mais da história mundial ou nacional, mas não gostam tanto de ler e pesquisar nos livros; ou apenas desejam ter uma outra forma de adquirir conhecimento existem as séries, que tem conquistado um mercado e um público cada vez maior, graças a certos serviços de streamming, como, por exemplo, o Netflix.

Por isso, hoje indicaremos para você séries que envolvem temas histórias, e ainda contém todos aqueles elementos que fazem com que nos apaixonemos por certos seriados.

Para aqueles que amam fazer uma viagem no tempo através de séries de épocas, uma ótima pedida é ‘Vikings’. A série criada por Michael Hirst tem como ponto central o viking Ragnar Lothbrok, e tem temas que perpassam por Corsários, guerreiros vikings, comerciantes e exploradores dos mares são retratados ao longo das cinco temporadas já feitas, das quais quatro já estão disponíveis na Netflix. Esta série e perfeita para as pessoas que gostam muito de batalhas e lutas até a morte.

Já a série criada por Ronald D. Moore, Outlander, tem no elenco nomes como Caitriona Balfe, Sam Heughan, Duncan Lacroix, e conta a história de ‘Claire’ que viaja no tempo não uma, mas duas vezes. O interessante desta série é analisar os costumes e o que é considerado ‘certo’ e ‘errado’ em cada época, inclusive, considerado ‘certo’ e ‘errado’ em cada época, inclusive, a personagem central levanta estes questionamentos, pensando em como as coisas não se modificaram, em um longo período de tempo.

Uma outra história perfeita para as pessoas que gostam de filmes de ação e de lutas é ‘Spartacus’. A série retrata a história de um homem feito de escravo romano e que anos depois, lidera uma revolução.

‘Reign’ é uma produção que tem conquistado fãs em inúmeros países, justamente por ter uma ‘cara de novela teen medieval’. A série conta a história de Mary Stuart, a verdadeira ( e real) rainha da Escócia, que desde o seu casamento com francês até o momento de assumir o seu trono. Em alguns momentos a série se torna ficcional, porém, a grande maioria dos fatos com maior relevância são fiéis a realidade.

Outras opções de séries são: Frontier; The Last Kingdom; The Alienist; Marco Polo; The Crown e Peaky Blinders.

Software de marketing

O impacto do marketing pode ser sentido na maioria das plataformas digitais. Tentar gerenciar todo o conteúdo distribuído pela web, mídias sociais e pontos de venda de aplicativos móveis pode ser um desafio para os profissionais de marketing. É aí que a IA pode ajudar as equipes de marketing a acompanhar todas as informações com as quais lidam todos os dias.

Cada dia traz uma nova ferramenta de marketing de inteligência artificial que ajuda a agilizar muitas das tarefas que os profissionais de marketing gerenciam para suas empresas ou clientes. As ferramentas de IA agora existem para fazer tudo, desde ajudar com pesquisa de palavras-chave a coordenar campanhas de email para bases de clientes específicas. Isso reduz o trabalho manual que eles precisam concluir e oferece os recursos expandidos para levar aos clientes os resultados que estão procurando.

Ainda há uma tonelada de potencial inexplorado em IA e linguagem de máquina em geral. Isso significa que os profissionais de marketing poderiam ter acesso a ferramentas de IA ainda maiores nos próximos anos, se não meses. Por enquanto, reunimos 50 das melhores ferramentas de marketing de IA disponíveis atualmente.

Veja e veja o que você pode incorporar em seus próprios fluxos de trabalho de marketing. Não há razão para continuar se conectando quando você e seus clientes podem estar em alta graças à ajuda da sofisticada tecnologia de IA da atualidade. Essas ferramentas ajudam você a controlar seus esforços de campanha com fluxos de trabalho personalizados para diferentes clientes, uma análise constante do desempenho de cada um e até mesmo ajuda quando você está tentando criar ideias de conteúdo.

Ferramentas de notícias e análise:

Albert: Albert divide grandes quantidades de dados para agências de marketing usarem na criação de campanhas feitas sob medida para as necessidades atuais de seus clientes. Você economiza tempo por não ter que percorrer tanta informação manualmente.

Características principais: Pode ser usado em todos os meios de comunicação, incluindo dispositivos móveis e email;

Evolve resultados em tempo real com base em dados do cliente;

Configurável para um número de diferentes indústrias;

Esta é uma ótima ferramenta para quem procura manter uma conexão pessoal com seus clientes de forma organizada. Ele ajuda você a se coordenar com sua equipe de vendas para projetar o alcance certo para diferentes públicos.

Os hackers assumiram o controle das impressoras em todo o mundo.

Conforme notícias recentes, uma série de ataques, mas desta vez eles dizem que têm o poder de destruir as máquinas.

A ação foi realizada pela primeira vez no mês passado, quando um membro alegou ter forçado cerca de 50 mil gráficas a criar cartazes apoiando seu favorito vlogger PewDiePie. O último incidente novamente pede apoio ao YouTuber, mas também pede às vítimas que melhorem sua segurança.

“Eu tenho tentado mostrar que ‘hackear’ não é um jogo ou brinquedo, pode ter sérias consequências na vida real”, disse o hacker, falando anonimamente online. “Nós realmente queremos que as pessoas prestem atenção a isso, porque causar danos físicos é uma possibilidade.” Ele explicou que falhas no firmware das impressoras significavam que ele poderia forçar continuamente os dados a serem gravados em seus chips. “Esses chips têm uma duração limitada de ‘gravações'”, explicou ele. “Se você mantiver o loop suficiente, o chip irá fritar e a impressora não funcionará mais.”

Os custos financeiros potenciais para isso são óbvios, mas o hacker também apontou para outro perigo. “As consequências vão além das impressões, também podemos capturar documentos sensíveis à medida que são impressos ou até mesmo modificar documentos à medida que são impressos”.

Embora o hacker possa localizar geograficamente os países que ele está afetando, não está claro se é possível ou não um ataque direcionado a uma empresa ou residência individual.

Os hackers afirmam ter impresso sua última mensagem em mais de 100.000 máquinas.

Espera-se que mais pessoas notem que suas impressoras criaram cópias do cartaz quando retornam ao trabalho na segunda-feira.

Os fornecedores de segurança dizem que o truque mostra o quão vulnerável seus dispositivos podem ser. Aconselhando a realizar inspeções regulares de dispositivos conectados, manter as atualizações dos dispositivos em dia, e verificar se realmente tal dispositivo precisa estar conectado a internet.

Os hackers forneceram detalhes de contato sobre as últimas impressões como forma de permitir que as pessoas entrassem em contato se precisassem de mais ajuda para corrigir a falha explorada.

Um deles disse à BBC que eles acreditavam que eles estavam infringindo a lei, mas ainda achavam que seu ato era justificado.

Vulnerabilidades em impressoras de rede são conhecidas há anos, mas muitas pessoas desconhecem os riscos.

 

Empreendedorismo social: a transformação começa na sua rua

O empreendedor social cria negócios de economia lucrativos que resolvem problemas sociais. “O empreendedor social não descansa enquanto não vê suas ideias implantadas”, diz a cineasta Mara Mourão. Autora do documentário “Quem se importa”, que apresenta o trabalho e os desafios de 18 empreendedores sociais do Brasil à Índia, ela defende que dentro de cada um de nós existe um transformador capaz de mudar sua comunidade – para melhor.

Mara usa o termo transformador para se referir ao empreendedor social, mas admite que sua definição preferida é a palavra inglesa “changemaker”, que seria aquele que impõe as mudanças. “O changemaker é quem muda, é cada um fazendo uma mudança seja na nossa rua, no nosso trabalho, no nosso país, sem ter que criar uma organização para isso”, diz. “É uma pessoa que enxerga qualquer problema como uma oportunidade de ação”.

Em sua apresentação no Festival da Cultura Empreendedora, em São Paulo, Mara intercalou explicações sobre as novas formas de empreendedorismo social com trechos de seu documentário. Entre os changemakers que ganham destaque no filme estão Muhammad Yunus, vencedor do Nobel da Paz por sua iniciativa com microcrédito em Bangladesh, o ex-seminarista Joaquim Melo, criador do primeiro banco comunitário do país, e do monge budista Bart Weetjens, que treina ratos para detectar minas terrestres na Tanzânia. “São indivíduos que inspiram outros a tomar uma ação”, afirma.

Para a cineasta, existe hoje uma convergência maior entre as empresas privadas (o primeiro setor) e as chamadas empresas B (que tentam equilibrar os benefícios para todos os envolvidos na cadeia). Para Mara, a conscientização de cada pessoa provocou uma mudança nas empresas, com a criação de departamentos de responsabilidade social. “O próprio Yunus disse que o problema não é o capitalismo e sim a nossa visão estreita do que é o capitalismo”, diz Mara. “Essa ideia de que podemos atropelar todo mundo em nome do lucro”.

A transformação é possível, ela diz, com a atuação individual. “Como consumidores, a gente tem um papel muito importante. Uma camiseta que custa cinco reais tem sangue”, afirma. “Não tem como uma pessoa ter trabalhado e recebido um pagamento decente em uma camiseta que custa cinco reais”.

Brasileirão 2018 chega ao fim

Com o término do Campeonato Brasileiro, fique sabendo as notícias da parte de cima da tabela.

O Palmeiras sagrou-se campeão brasileiro de futebol de edição 2018 do principal campeonato nacional disputado em nosso país. Após um período de oscilação, que durou quase que todo o primeiro turno, a equipe, após repatriar o ídolo palmeirense Luiz Felipe Scolari para a casamata, sagrou-se campeã se fazer muita força no segundo turno, quase que ao natural, dada a sua flagrante superioridade em relação aos rivais na disputa pelo troféu.

Como destaques, a equipe paulista teve Dudu, eleito o craque do campeonato pelas duas principais premiações, feitas pela Globo/Sportv e pela ESPN (Bola de Prata). Ainda, alguns destaques dos palestrinos foram o zagueiro Gustavo Gómez, o goleiro Weverton, o lateral Mayke e o centroavante Deyverson.

Em segundo lugar, o Flamengo acaba o ano com certa dignidade, mas com muitas incertezas. O treinador, Dorival Jr., não deve ficar para o ano que vem, e a equipe, apesar de seu poderio financeiro, não consegue emplacar título importantes há algum tempo. Os rubro-negros tiveram como ponto alto de seu ano as atuações de Everton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vitinho, mais na reta final da temporada.

O Internacional, o terceiro colocado, foi a grande surpresa da competição, tendo vindo da série B após um 2016 desastroso que culminou com o primeiro rebaixamento de sua história. Destaques dos gaúchos foram o uruguaio Nico López, o zagueiro argentino Victor Cuesta, o volante Rodrigo Dourado e o treinador, Odair Hellmann.

Na disputa entre Grêmio e São Paulo pela quarta posição e última vaga direta na Libertadores 2018, a equipe de Porto Alegre levou a melhor. Os gaúchos, liderados pelo treinador e grande ídolo Renato Portaluppi, tiveram a dupla de zaga, composta por Geromel e Kannemann, como destaques, além do atacante Everton.

Já o São Paulo, após um início promissor com Diego Aguirre no comando da equipe, desandou na segunda metade do certame, findando na quinta colocação. Alguns jogadores a se destacar no ano sãopaulino foram o zagueiro Arboleda e os veteranos Nenê e Diego Souza.

Por fim, a última vaga via Brasileirão para a Libertadores ficou com o Atlético Mineiro, conduzido pelo quarentão Ricardo Oliveira, e pelo meia Elias.

A tabela final da competição pode ser vista clicando-se aqui.

Aprenda como cuidar da sua saúde e prevenir o aparecimento de doenças

Muitas vezes por causa dos problemas da vida acabamos nos esquecendo da nossa saúde, entretanto, tal esquecimento pode acabar interrompendo a nossa rotina e os nossos projetos, para que isso não aconteça é preciso criar estratégias que visam a prevenção de doenças. Leia esse artigo e aprenda como ter uma vida com mais saúde.

Uma das principais atitudes que uma pessoa pode tomar é cuidar da sua alimentação. Então, pense muito bem antes de comer qualquer porcaria, alimentos ricos em açúcares, sódio e gorduras saturadas podem contribuir para o surgimento de doenças como a obesidade, o diabetes, o infarto, derrames, hipertensão e até mesmo o câncer. Dessa forma, procure incluir na sua alimentação alimentos como amêndoas, avelãs, castanhas, nozes, que de acordo com estudos conduzidos pela Universidade Park, nos Estados Unidos, reduzem o risco de problemas cardíacos em até 39%, se consumidos pelo menos cinco vezes por semana.

Além de cuidar da sua alimentação, procure fazer exercícios físicos, em combinação com a ingestão de alimentos saudáveis, a atividadefísica contribui para a diminuição de doenças como a obesidade, diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, além disso, essa prática lhe deixará mais disposto para enfrentar os desafios da vida. A atividade física irá também lhe fortalecer psicologicamente.

Além de cuidar da sua alimentação, e fazer exercícios físicos, procure conhecer e controlar as suas emoções. Caso seja necessário busque por alguma ajuda profissional. Caso opte por aprender a se conhecer sozinho, leia livros que ajudam você a ser uma pessoa melhor, aprenda novas estratégias e saiba que você pode ser o que quiser. Procure também controlar a sua ansiedade, fuja do estresse praticando meditação, comece com uma meditação guiada. Busque fugir de notícias negativas e procure ver o lado positivo em cada evento que ocorre na sua vida.

Todas as dicas mencionadas nesse artigo são possíveis de serem incluídas na sua vida, basta ter paciência e disciplina, imagine o quanto o sua vida pode melhorar com simples ações como essas. Então, comece aos poucos e siga em frente, a sua saúde depende muito de você, cuide da alimentação, faça exercícios físicos e controle as suas emoções.

 

Prazo para idosos e deficientes não perderem o BPC foi de até o último dia do ano

Ainda que se queira ajudar o povo brasileiro, o nosso governo federal precisa estabelecer seus prazos, para poder organizar-se direito. Cabe então, a cada um, atentar-se a esses, para não deixar passarem os seus direitos. Um exemplo disso foi a manchete que encontramos, no início do mês de dezembro de 2018, em vários sites de notícias, sobre a possibilidade de idosos e deficientes perderem o “BPC”, sigla que significa “Benefício de Prestação Continuada”. No caso, o idoso era considerado como tal, a saber, a partir dos 65 anos, enquanto que a pessoa com deficiência, obviamente, poderia ser de qualquer idade.

Sim, todos os que se enquadravam nesses dois perfis teriam direito ao BPC, porém, para manterem-se na lista de beneficiários, cada um deles, ou então os seus respectivos responsáveis, teriam de se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais, também conhecido como CadÚnico. E um detalhe deve ser observado: o prazo estabelecido foi o de se realizar tal inscrição até, no máximo, o dia 31 de dezembro de 2018.

À altura dessa manchete, que buscava alertar as pessoas para a necessidade de realizar-se tal cadastro, o Ministério do Desenvolvimento Social chegou a noticiar que ainda havia um total de 1.624.590 pessoas não inscritas no CadÚnico, sendo que o mesmo é obrigatório. E, vale lembrar que, caso essas pessoas não realizassem o cadastro a tempo, ou seja, até o último dia do ano de 2018, teriam os seus respectivos benefícios suspensos, segundo a decisão do próprio ministério, que o informou via nota. Todavia, até aquele momento, não haviam sido divulgadas as regras detalhando como seria feita essa suspensão, posto que ficaram de ser devidamente publicadas em uma portaria específica no Diário Oficial da União. E essa publicação em questão, até o momento, estava prevista para sair apenas na semana seguinte à da publicação desta manchete sobre a qual tratamos.

Quanto a como fazer o tal cadastramento, podemos responder, resumidamente, que basta o interessado ou alguém que more em sua casa dirigir-se a algum dos Cras (Centros de Referência da Assistência Social) ou então às secretarias de assistência social dos municípios.

Como os empreendedores sociais causam um impacto social e um lucro

Empreendedores sociais – impulsionados menos pelas margens de lucros e perdas e mais por um desejo filantrópico de melhorar suas comunidades, a sociedade ou o mundo como um todo – enfatizam a ajuda a populações atingidas pela pobreza ou marginalizadas. As empresas sociais geralmente começam com uma ideia focada na comunidade ou na região, mas os fundadores tendem a ter uma plataforma global em mente. Os empreendedores sociais são inovadores em áreas como proteção ambiental, saúde, educação e redução da pobreza, entre muitos outros. Para que os empreendedores sociais criem mudanças sistêmicas nesses campos, os empreendedores sociais precisam criar serviços, produtos ou técnicas exclusivos que solucionem os problemas sociais existentes – e, para serem sustentáveis, eles também devem lucrar.

Empreendedorismo social geralmente “reflete um foco na geração de renda para organizações que fornecem serviços tipicamente pensados ​​como sendo fornecidos pelo setor sem fins lucrativos”, de acordo com Matthew F. Doeringer em sua publicação de 2010, “Fostering Social Enterprise: A Historical and Análises Internacionais ”. Desde aliviar a pobreza até fornecer emprego para os subempregados e encontrar soluções de acessibilidade para pessoas com deficiências, existem inúmeras maneiras pelas quais os empreendedores sociais podem causar impacto. “Empresa social: um retrato do campo”, um estudo de 2009, publicado pela Community Wealth Ventures, The Social Enterprise Alliance e o Center for the Advancement of Social Entrepreneurship, que entrevistou 400 empreendedores sociais, descobriu que os principais setores em que empreendedores tendem a se aventurar no desenvolvimento da força de trabalho, habitação, desenvolvimento comunitário e econômico, educação e saúde. Não importa qual seja o foco, os empreendedores sociais de sucesso medem seu impacto não pelo tamanho cada vez maior de suas organizações, mas pela capacidade de chamar a atenção e resolver problemas para pessoas marginalizadas que estão tentando ajudar.

“O empreendedor social precisa criar negócios para que seus constituintes tenham influência e propriedade sobre as soluções”, segundo a estudiosa Katie Smith Wilway, que atuou em equipes de administração sem fins lucrativos e autora de dois livros sobre desenvolvimento sustentável. Sally Osberg e Roger L. Martin, em um artigo de 2007 da Stanford Social Innovation Review, escreveram que “um empreendedor social de sucesso toma ações diretas e gera um novo e sustentado equilíbrio”.

Conheça a data recorde de vendas para gigante asiático do comércio eletrônico

Conhecido por vender produtos a baixo custo, o Alibabá é um grupo asiático que detém marcas como o Aliexpress, uma espécie de mercado virtual, que congrega diversos vendedores, bem como uma variedade de mercadorias. Uma data em especial fez com que o grupo batesse nível recorde de vendas. Trata-se do “Dia do Solteiro”, uma nova maneira de se comemorar que tem rendido lucratividade para empresas em todo o mundo.

Estima-se que mais de 180 bilhões de iuanes tenham sido empregados para a compra de presentes. Em apenas 16 horas o site conseguiu recorde na quantidade de produtos vendidos. Vale destacar que no ano anterior o grupo já havia sido listado como o mais procurado em razão da ocasião.

Em 2017, o site conseguiu vender mercadorias que totalizaram o equivalente a mais de 25 bilhões de dólares. Já em 2018, contudo, a marca foi batida antes mesmo de o expediente ter terminado. Assim sendo, não houve dificuldade para a realização de compras que culminaram em lucratividade de aproximadamente26 bilhões de dólares.

A data comemorativa foi lançada há uma década pelos organizadores do próprio grupo. A cada ano que passa esta se torna mais aquecida. É válido salientar que tal ocasião é uma espécie de pretexto para que o site incentive seus vendedores quanto à realização de uma ação promocional de grandes proporções, gerando lucros ainda maiores do que em outras datas. O país que responde pelo maior faturamento é a China, onde tal tradição se faz mais presente.

Chamada de “Duplo 11”, em razão de ocorrer em 11 de novembro, a data consegue superar o faturamento de outras igualmente emblemáticas pelo mundo, tais como a Black Friday e Cyber Monday, por exemplo. Dessa maneira, especula-se que o lucro alcançado no Dia dos Solteiros seja maior do que o verificado nas duas datas juntas.

Operando em países de todos os continentes, o grupo conseguiu expandir as promoções da data em questão para que outras nações pudessem participar. Desse modo, especialistas em economia encontram nesse fato a explicação para a vultosa procura por produtos nesta data. A Ásia, por sua vez, teve presença maciça nas compras desta data.

 

Saiba mais:

Alibaba bate novamente recorde de vendas pela internet no Dia do Solteiro

O que é empreendedorismo social?

Uma das melhores opções de carreira para os estudantes que se formam na faculdade é um campo que nem existia há uma geração. Sim, novas tecnologias, big data e mídia social podem se encaixar nesse critério. Mas um campo em particular está alavancando todas essas três disciplinas para preencher uma lacuna no mercado. “Empreendedorismo social” aplica os princípios de negócios orientados por resultados para a solução de desafios sociais em nível comunitário, nacional ou internacional. A oportunidade de usar as habilidades de negócios tradicionais ou experiências internacionais atraiu muitos profissionais de carreira jovem que buscam mais de um emprego do que apenas um contracheque. Vamos examinar o que esse novo campo popular tem a oferecer e o que ele precisa para ter sucesso.

História do Empreendedorismo Social:O empreendedorismo social não evoluiu da noite para o dia. Suas origens remontam ao início dos anos 80, começando com uma tendência de negócios chamada marketing relacionado a causas. Ligação externa As empresas perceberam que seus clientes se preocupavam com questões específicas, por isso começaram a apoiar questões sociais para ajudar a aumentar a fidelidade do cliente e atrair novos clientes. Em 1983, a American Express prometeu doações para o fundo de restauração da Estátua da Liberdade para cada nova conta aberta e cada compra feita com seu cartão. Os resultados foram impressionantes para a empresa e a causa. As novas aplicações de cartões aumentaram em 45%, o uso de cartões aumentou 28% no primeiro mês e a empresa arrecadou US $ 1,75 milhão em quatro meses.

Muitas empresas rapidamente seguiram o exemplo, apoiando causas ambientais, de saúde, educação e outras. Empresas experientes já aprenderam a comercializar com uma causa social intimamente alinhada com suas ofertas de negócios. Por exemplo, Barnes & Noble participa de uma iniciativa de apoio à alfabetização tecnológica. Praticamente qualquer consumidor percorreu uma mercearia ou shopping e viu inúmeros produtos marcados com uma fita rosa Ligação externa de apoio à conscientização e pesquisa sobre o câncer de mama.

Os esforços deram alguns consumidores causam fadiga. Alguns acreditam que as empresas estão optando por questões apenas para ganhar dinheiro. A falta de autenticidade começou a criar uma reação negativa.